Volta das férias :D

Pessoal,

Voltaremos de férias após o carnaval e com novidades…

E para alegrar os geeks de plantão, que tal algumas fantasias(de carnaval, obvio)!?

 

 

 

Fonte(s): http://www.techtudo.com.br/rankings/noticia/2012/02/top-10-fantasias-geeks-para-o-carnaval.html

Anúncios

Palestra – Desenvolvendo aplicações para o Google Android

Domingo(30 de Agosto) ocorrerá a palestra sobre  “Desenvolvendo aplicações para o Google Android”.

htc-google-android-edersonmelo

Promovido pelo grupo de usuários Tchelinux, acontece na Livraria Cultura das 15h às 18h em Porto Alegre-RS.

Quanto: Dois quilos de alimentos não perecíveis, que serão doados.

Informações adicionais podem ser obtidas com Gabriel Stein pelo e-mail gabrielstein@gmail.com.

Fonte: Baguete

Abraço,
Ederson Melo – @edersonmelo

FISL10 – 4º Dia

Paulino Michelasso da Fábrica Livre palestrou : Criando e sustentando uma empresa livre. Muito esclarecedora e animada palestra, que redefiniu a visão sobre o que é uma empresa baseada em Software Livre.

Segundo Paulino, organograma dos departamentos de uma empresa comum é o mesmo que uma empresa baseada em software livre, assim como os cargos, considerando que estes tem uma proximidade maior entre si e claro os impostos que nada mudam comparados a empresas tradicionais.

Já na forma de trabalho, criação de produtos e serviços, relacionamento com funcionários e cargos, a coisa melhora.

O trabalho não é somente baseado na visão do dinheiro, ela trabalha com a comunidade, auxiliando financeiramente fundações, códigos e soluções.

O começo como de todas as empresas sem grande porte econômico é o mesmo, os impostos, etc. Mas então o que muda? Muda como você vê e comercializa um produto ou serviço.

Um produto pode ser formado por um, dois ou mais softwares livres. Que podem ser distribuídos ou comercializados com a mesma licença. Neste caso quem compra, tem a sua disposição o código fonte e o serviços que a empresa venha a oferecer.

Mas também uma empresa livre deve estar comprometida com a comunidade, daí surge a retroalimentação que segundo Paulino, é justamente como as empresas de modalidade tradicional trabalham.

Em uma empresa livre, os desenvolvedores, podem ajudar, compartilhar códigos e informações na comunidade, e levam com eles o nome da empresa. Assim a empresa fornece informação para a comunidade, que conhece a empresa e à tem como base e case naquele determinado meio.

As possibilidades de crescimento existem e são bem reais. Muda também a forma com que a empresa vê seus funcionários. Não mais como uma máquina de fazer dinheiro, o famoso programador caixa eletrônico.

Além de muito esclarecedora, a palestra  abre a visão para um novo modelo de ganhar dinheiro.

Abraço,
Ederson Melo – @edersonmelo

FISL10 – 3º Dia

A visita do Presidente Inácio Lula da Silva ao FISL, acabou atrapalhando e obstruindo muitos acessos. Acredito que 70% do fórum, esteja fechado, a parte onde ficam o estantes está fechada e terá acesso após o período da tarde, quando todos devem passar por detectores de metais e somente um número limitado pode tentar.

Mas temos que entender, a visita do Presidente que tem uma visibilidade interna e externa mais positiva que negativa, vai valer muito para o FISL.

Então aproveitei e tirei fotos com o Maddog, Sempre simpático e bem disposto diante de tanto assédio.

Sobre as palestras, IPython para principiantes e ninjas com Leonardo Rochael Almeida, mostrou que cada vês mais IPython vem ganhando território, além de ser muito dinâmica, o que pode ter motiva a utilização pelo pessoal da Microsoft no DotNet.

Também as palestra de Django foi uma gota do que Python é capaz para web.

Palestras da Globo.com mostraram que um dos novos pilares é o Software Livre, deixando claro que o Software Livre veio para ficar e vai ganhar muito terreno dentro da organização. Interessante foram os panfletos atrás de novos talentos.

Abraço,
Ederson Melo – @edersonmelo

FISL10 – 2º Dia

Aproveitando a presença de grandes empresas conversei com o pessoal do PagSeguro da UOL e confirmei algumas informações como a confiabilidade no sistema de transações, a segurança nas aplicações para o desenvolvimento, níveis de acesso para compradores, vendedores e comércios e segundo eles uma  API disponibilizada para várias linguagens.

Mas o Governo do Paraná com a implementação do Software Livre(SL) no Estado foi o grande destaque.

A migração foi feita através de novas máquinas e atualizações nas existentes.

Sobre a utilização do BrOffice.org, que na parte Estadual tem grande influência causada pelo uso do Microsoft Office e da grande troca de documentos gerados entre grupos.

Muitos casos, possuíam macros que foram migrados para o BrOffice.org e tratados caso a caso por uma equipe especializada.

  • Mapear toda a utilização;
  • Entender cada necessidade;
  • Treinar os usuários;
  • Introduzir o modelo de software livre desenvolvendo uma nova mentalidade;
  • Migrar todos os casos como macros(no caso de documentos);
  • e por fim implementar;

Claro que no caso do Governo do Paraná, um exemplo dado foi que alguns departamentos mantinham pelo menos uma licença de Microsoft Office para casos extremos.

O que fica como conselho, nunca faça uma migração completa, experiência própria.

Mas o Governo do Paraná se destaca porque:

  • O SL é responsável por um dos, maiores e mais modernos projetos educacionais do país.
  • Possui o Programa Paraná Digital, que é uma rede de computadores com acesso a internet, controlada por boot remoto.
  • 11 mil computadores multiterminais, distribuídos nas 1200 escolas estaduais, com capacidade para 44 mil usuários ao mesmo tempo.

Neste caso como o nome diz, um único computador pode ser utilizado por múltiplos usuários ao mesmo tempo. Cada conjunto formados por monitor, teclado e mouse funcionam sem interferência no trabalho dos demais.

Toda esta tecnologia foi baseada em software livre.

Os servidores e multiterminais funcionam com o sistema operacional Linux com a distribuição Debian e interface gráfica gnome.

Os navegadores são Galeon e o Mozilla, com o pacote de suíte BrOffice.org.

A formula usada pelo governo do Paraná foi perfeita e tal perfeição é que os destaca como um case na implementação do Software Livre no Governo.

Fonte:

Portal Desenvolvedor PagSeguro

Associação Software Livre Paraná

Abraço,
Ederson Melo – @edersonmelo